Descrição

Livro: Entre os Gigantes de Deus

Este jovem clássico da literatura cristã é resultado de décadas de estudos realizados pelo Dr. J. I. Packer, erudito anglicano que nos apresenta, de modo vívido e inspirador, uma visão profunda, histórica, bonita e exemplar da vida espiritual e do ensino de grandes homens do passado, os quais ele chama de gigantes de Deus, como John Owen, Richard Baxter, Jonathan Edwards, entre outros.

Livro: Quem Foram Os Puritanos? 

Os puritanos ingleses foram ministros que tentaram produzir uma reforma na Igreja nacional. Este livro relata a história de como esses puritanos vieram a existir, descreve as vidas de puritanos proeminentes, e expõem certos assuntos relevantes em que foram mestres. Os puritano constituíam sempre uma minoria, a qual nunca excedeu 20%. Não foram bem-sucedidos na sua tentativa de reformar a Igreja. Contudo, eles exerceram um estilo de oração preação que teve grande influência na nação. Nos seus escritos encontrados os melhores recursos da literatura expositiva cristã jamais disponíveis na história da Igreja Cristã no mundo.

Livro: Os puritanos e a conversão

Se o arrependimento estiver ausente, então teremos antinomianismo ou fideismo. Se a fé estiver ausente, teremos apenas salvação pelas obras. Se o entendimento da fé ou do arrependimento estiver defeituoso haverá pouca probabilidade de que a conversão seja genuína. O Pastor Albert N. Martin, da Trinity Baptist Church, Montville, New Jersey, diz no seu prefácio: “A verdadeira conversão compreende a área na qual há grande confusão e terrível engano em nossos dias, sim, mesmo entre os evangélicos que são esclarecidos na questão da base de aceitação do pecador por Deus. É precisamente na área da apresentação da doutrina bíblica da conversão que os pregadores puritanos têm tanto para nos ensinar”. Estes três puritanos ajudarão o leitor a compreender melhor a doutrina da conversão. Cada obra examina a conversão a partir de um ângulo diferente. Estes tratados, nunca antes disponíveis em forma impressa, são: Pecado: O Mal sem Par – Samuel Bolton; A Conversão de um Pecador – Nathaniel Vincent; A Coisa Indispensável – Thomas Watson. Cada obra tem sua própria área particular de peso em apresentar uma sã teologia da conversão, tanto como compreensões penetrantes sobre o método da conversão.

Livro: Os Puritanos: suas origens e seus sucessores 

Palestras Proferidas nas Conferências Puritana e Westminster 1959-1978 - A fé cristã e a vida da Igreja estão ambas arraigadas nos eventos da história. Não é surpreendente, portanto, que um líder cristão tão notável como o D. Martyn Lloyd-Jones acreditava que um conhecimento da história é vital para o bem-estar da Igreja. Ele reconheceu que fé num Senhor encarnado, crucificado e ressurreto, torna impossível para nós participarmos do pessimismo dum Voltaire, o qual disse: "A história nada mais é que um relatório de crimes e infortúnios", como também do cinicismo dum Hegel que afirmou: "As pessoas jamais aprenderam coisa alguma da história nem agiram baseados nos princípios provenientes dela". Todavia, o que é espantoso é o conhecimento da história que este livro evidencia, ao reunir, pela primeira vez, as palestras proferidas pelo Dr. Lloyd-Jones nas Conferências Puritana e Westminster entre 1959 e 1978. Ele extrai lições não somente de homens como Calvino e Knox, Bunyan e Owen, Edwards e Whitefield, porém também de pessoas relativamente obscuras como Henry Jacob, John Glas e Robert Sandeman. Os Puritanos: Suas Origens e Seus Sucessores é indubitavelmente uma "boa leitura" e será largamente desfrutado e apreciado. Mas o seu valor principal não reside na natureza intrigante do seu estilo, nem certamente numa ótica romântica do passado (contra a qual o Dr. Lloyd-Jones freqüentemente fez advertência). Ao invés disso, observa J. I. Packer, estes estudos são de valor prático porque os puritanos são abordados com três perguntas importantes em mente: o que foi que eles ensinaram e fizeram? Foi bíblico o seu ensino? O que poderíamos aprender deles para nossa vida e testemunho hoje? Ninguém sabia melhor do que o Dr. Lloyd-Jones como extrair lições da história. Por essa razão estas páginas não somente refutam o axioma do filósofo Hegel, porém, mais importante, falam com relevância e percepção à Igreja no fim do século XX e na atualidade.

 

Informações adicionais

Título: Entre os Gigantes de Deus | Quem foram os puritanos? | Os Puritanos e a Conversão  | Os Puritanos: suas origens e seus sucessores
 

Peso: 2.016 kg

Dimensões: 23 x 16 x 3 cm

Autor: J.I. Packer | E. Hulse | Samuel Bolton, Nathaniel Vincent, Thomas Watson |  Martyn Lloyd Jones

Editora: Fiel | Pes

Acabamento: Brochura

Páginas: 1.396

 

 

Kit Puritanos
R$232,90 R$175,28
Esgotado
Frete grátis
Kit Puritanos R$175,28

Descrição

Livro: Entre os Gigantes de Deus

Este jovem clássico da literatura cristã é resultado de décadas de estudos realizados pelo Dr. J. I. Packer, erudito anglicano que nos apresenta, de modo vívido e inspirador, uma visão profunda, histórica, bonita e exemplar da vida espiritual e do ensino de grandes homens do passado, os quais ele chama de gigantes de Deus, como John Owen, Richard Baxter, Jonathan Edwards, entre outros.

Livro: Quem Foram Os Puritanos? 

Os puritanos ingleses foram ministros que tentaram produzir uma reforma na Igreja nacional. Este livro relata a história de como esses puritanos vieram a existir, descreve as vidas de puritanos proeminentes, e expõem certos assuntos relevantes em que foram mestres. Os puritano constituíam sempre uma minoria, a qual nunca excedeu 20%. Não foram bem-sucedidos na sua tentativa de reformar a Igreja. Contudo, eles exerceram um estilo de oração preação que teve grande influência na nação. Nos seus escritos encontrados os melhores recursos da literatura expositiva cristã jamais disponíveis na história da Igreja Cristã no mundo.

Livro: Os puritanos e a conversão

Se o arrependimento estiver ausente, então teremos antinomianismo ou fideismo. Se a fé estiver ausente, teremos apenas salvação pelas obras. Se o entendimento da fé ou do arrependimento estiver defeituoso haverá pouca probabilidade de que a conversão seja genuína. O Pastor Albert N. Martin, da Trinity Baptist Church, Montville, New Jersey, diz no seu prefácio: “A verdadeira conversão compreende a área na qual há grande confusão e terrível engano em nossos dias, sim, mesmo entre os evangélicos que são esclarecidos na questão da base de aceitação do pecador por Deus. É precisamente na área da apresentação da doutrina bíblica da conversão que os pregadores puritanos têm tanto para nos ensinar”. Estes três puritanos ajudarão o leitor a compreender melhor a doutrina da conversão. Cada obra examina a conversão a partir de um ângulo diferente. Estes tratados, nunca antes disponíveis em forma impressa, são: Pecado: O Mal sem Par – Samuel Bolton; A Conversão de um Pecador – Nathaniel Vincent; A Coisa Indispensável – Thomas Watson. Cada obra tem sua própria área particular de peso em apresentar uma sã teologia da conversão, tanto como compreensões penetrantes sobre o método da conversão.

Livro: Os Puritanos: suas origens e seus sucessores 

Palestras Proferidas nas Conferências Puritana e Westminster 1959-1978 - A fé cristã e a vida da Igreja estão ambas arraigadas nos eventos da história. Não é surpreendente, portanto, que um líder cristão tão notável como o D. Martyn Lloyd-Jones acreditava que um conhecimento da história é vital para o bem-estar da Igreja. Ele reconheceu que fé num Senhor encarnado, crucificado e ressurreto, torna impossível para nós participarmos do pessimismo dum Voltaire, o qual disse: "A história nada mais é que um relatório de crimes e infortúnios", como também do cinicismo dum Hegel que afirmou: "As pessoas jamais aprenderam coisa alguma da história nem agiram baseados nos princípios provenientes dela". Todavia, o que é espantoso é o conhecimento da história que este livro evidencia, ao reunir, pela primeira vez, as palestras proferidas pelo Dr. Lloyd-Jones nas Conferências Puritana e Westminster entre 1959 e 1978. Ele extrai lições não somente de homens como Calvino e Knox, Bunyan e Owen, Edwards e Whitefield, porém também de pessoas relativamente obscuras como Henry Jacob, John Glas e Robert Sandeman. Os Puritanos: Suas Origens e Seus Sucessores é indubitavelmente uma "boa leitura" e será largamente desfrutado e apreciado. Mas o seu valor principal não reside na natureza intrigante do seu estilo, nem certamente numa ótica romântica do passado (contra a qual o Dr. Lloyd-Jones freqüentemente fez advertência). Ao invés disso, observa J. I. Packer, estes estudos são de valor prático porque os puritanos são abordados com três perguntas importantes em mente: o que foi que eles ensinaram e fizeram? Foi bíblico o seu ensino? O que poderíamos aprender deles para nossa vida e testemunho hoje? Ninguém sabia melhor do que o Dr. Lloyd-Jones como extrair lições da história. Por essa razão estas páginas não somente refutam o axioma do filósofo Hegel, porém, mais importante, falam com relevância e percepção à Igreja no fim do século XX e na atualidade.

 

Informações adicionais

Título: Entre os Gigantes de Deus | Quem foram os puritanos? | Os Puritanos e a Conversão  | Os Puritanos: suas origens e seus sucessores
 

Peso: 2.016 kg

Dimensões: 23 x 16 x 3 cm

Autor: J.I. Packer | E. Hulse | Samuel Bolton, Nathaniel Vincent, Thomas Watson |  Martyn Lloyd Jones

Editora: Fiel | Pes

Acabamento: Brochura

Páginas: 1.396